Wagner Pensa Hirata

Love and Bike Lifestyle

Arquivo para o mês “agosto, 2011”

Homem sem valores

Prezando o poder e o dinheiro, assim caminha a humanidade.
Recordo-me quando ainda seguia esse caminho, mas ele não é fácil como diz o texto: https://wagnerhirata.wordpress.com/2011/03/12/a-verdadeira-formula-para-ser-rico/. Eu tentei, admito que tentei ser rico e poderoso, mas isso não durou muito tempo. A vida me permitiu trabalhar, estudar e muito cedo tive que morar sozinho; perdi muitas oportunidades e, sem o apoio necessário, meus planos de riqueza e poder foram deixados para traz.
Por um lado deixei de lado os mesmo interesses ordinários de uma maioria, mas por outro lado cresci e mudei; não fiquei frustrado por não ser igual, meus valores mudaram; realizei sonhos e me tornei o que sou.
Muitas pessoas podem não estar contentes com que se tornaram ou por não satisfazer expectativas de outras pessoas, me lembro quando, no inicio de minha adolescência, o quanto queria que meu pai se tornasse orgulhoso de mim. Mas hoje se eu fosse o homem que meu pai se orgulhasse, isso talvez decepcionasse o homem que eu sou, pois vivo por algo mais, além de poder e riqueza.
Sinto-me feliz e satisfeito com o que me tornei, apesar de ainda ter infinitas coisas para mudar, sendo apenas uma tentativa de ser um pouco parecido com verdadeiro modelo, afinal a vida é uma tentativa, uma luta sem fim, e assim eu caminho.
Sou o que sou, completamente, e não me envergonho disso, pois não quero e não tenho que fingir ser algo que não sou.

Carta aos motoristas – Entendendo os condutores de automotores

Muitos motoristas se incomodam com a presença das bicicletas nas ruas, mas só o que pedimos é a preferência na faixa da direita, pedimos não sermos espremidos na guia, não sermos fechados nas suas conversões, pedimos que nas ultrapassagens nos dêem uma distância segura (a lei pede 1,5m) afinal, somos mais frágeis. Do que serve o poder e status quando conduz um veiculo automotor se não preza a vida do mais frágil, e usa o veiculo para exigir mais espaço quando já se tem o suficiente?… Pra que serve o amor ao “eu” e “meu” se não consegue se amar o próximo.
Não queremos vias separadas com ciclovias, não queremos, necessariamente, que os motoristas saiam de seu carro e comece a pedalar, só queremos respeito.
O respeito pode vir pelo entendimento de nos preocuparmos em não colocar poluentes no ar; pela admiração por alguém que prefere suar a explodir combustível; por que entendemos que quem atrapalha o trânsito são os carros e não as bicicletas; por estar mais fraco meio ao trânsito e não nos acovardarmos por isso; por optar por não colocar nas ruas outro carro assim ajudamos o trânsito e não pioramos; simplesmente por ser um ser humano como você; por que respeitamos os outros veículos, por que a lei também nos dá direito de nos locomovermos nas vias…
Só pedimos respeito…

Navegação de Posts