Wagner Pensa Hirata

Love and Bike Lifestyle

Arquivo para o mês “janeiro, 2017”

Abraço

No caminho para casa, sob a ciclovia, vejo 3 homens, eles se abraçam, sorridentes, pulando de alegria; surpresa boa, assisto, admiro, meus conhecidos, ainda pedalando, diminuo a velocidade, contemplo, comprimento, tenho a certeza da acolhida. Andando devagar estico o braço, como complementando do abraço, eles recebem, eu vou embora mas minha cabeça fica.
Irmãos salvos, irmãos abençoados, marginalizados, sem certeza do que comer, sem direito a saúde, a violência da lei, o desamor da indiferença, nada tem então apenas São, corajosos, o que lhes sobram o precioso “próximo”, o cuidar, o ser cuidado, a união, a comunidade, o amor.

Sortudos, salvos, ricos, livres…
Penso: pobre dos que tem, pobre dos que não tem ”próximo”, pobres hipócritas que tudo tem e tudo temem, covardes, pobres endinheirados, pobre dos que só tem os abraços falsos… 

Sua salvação: um pouco de marginalidade, uma noite fria, uma barriga vazia, olhos aberto…
#ABicicletaTeDespertaABicicletaTeLiberta 

#BikeELove

Pessoas de bem

Por que nega o Amor?

Por que nega o outro?

Por que só pensa em seus interesses, suas posses?

Por que nega seus seus irmãos, seu próximo?

Por que diz Não, não pode, não deve, não tem direito e é indiferente com o fraco o vulnerável?

Por que é contra a igualdade e justiça de oportunidades?

Por que beneficia os seus “iguais” e para os “outros” grita, com palavras e atitudes, “Para eles nada!…”

Por que nega o Amor, você que devia ser a esperança do mundo?

Por que você separa as pessoas entre de bem e mas, em as que merecem perdão e as que não, as que devem ter oportunidades e as quem devem ter sorte?

Pessoas de bem, por que não vêem o sagrado no próximo como se isso fosse previlegio seu e dos seus?
Pessoas de bem

Por que não entende o Amor…
Pessoas de bem, é tempo de refletir… Escutando o amor que está aí dentro que clama pelo cuidado ao outro que você sempre tentou matar mas que nunca conseguiu calar…
Bom dia

Navegação de Posts