Wagner Pensa Hirata

Love and Bike Lifestyle

Arquivo para o mês “agosto, 2017”

Normalidade

Quem tem o Dom, ou a Maldição, da normalidade? Quem ousa se achar totalmente normal e aceitável?

Os bem aceitos pela sociedade apenas não se descobriram suficiente, não se libertaram. Quem tem a vontade e a coragem para olhar com sinceridade para si percebe sua individualidade, particularidades e sua anormalidade. Daí se dá o Amor.
Quem ousa não aceitar? Ousa não ser aceito? Pelas diferenças e normalidades somos todos iguais.
Quão pequeno é seu Amor que não permite o outro ser quem é, mesmo que ele permita que você seja é. E mesmo que não permitisse, cada um tem sua maturidade.
Você limita o previlegio de sua convivência aos iguais? Ou aos igualmente anormais? Isso que tem faltado o Amor dos “normais” ou da tentativa de Amar dos diferentes.
Acolher é Amar não os aceitos e aceitáveis, não os normais. 

Amar é abrir os braços…
Quero em minha vida, não excluo.

Quero querer, quero não excluir…

E assim caminhamos na tentativa

Anúncios

​Amanhã é o dia

Sesc na 24
Sesc no Centro

Amor no Centro

Eu no Centro
Cansei, cansei e descansei.

Anos atrás trabalhava pelo mercado, feliz sim mas queira mais, ser mais feliz, ser mais Amor, trazer mais Amor.

Luxo e consumo me cansou, viver por isso, viver para isso.
Pensei, planejei, ACM e Sesc eram as opções, instituições que eu tranquilamente seria voluntário, daria meu tempo e suor para que elas cumprissem sua missão. Mas a Vida me deu mais, como funcionário comecei a trabalhar na ZN, no Sesc, região que mal conhecia. Tomei gosto, amei muito, me realizei. Toquei vidas.
A oportunidade de trabalhar no centro, na 24, é simbólico para mim, pela proximidade de apenas 20 minutos de casa a pé ou 10 de bicicleta, e também por ser a base da cidade que optei viver e amar. O centro representa resistência, resistência de tantos que ainda, apesar do mercado querer afastar, teimam em permanecer, ocupar e dar vida. Posso dizer muito mais vida que os ricos e caros “lazeres completos” apartamentos de poucos metros que incentivam o isolamento e a individualidade. Tenho previlegio de morar no centro.
Me sinto previlegiado e honrado em ter a oportunidade de dar tempo e suor para trazer mais Amor ao Centro. Sesc 24 é um marco histórico,  a história para meus netos. Que seja, e será, o início de um longo tempo de dedicação e entrega para mim e tantos colegas para tocar muitas vidas trazendo Vida, Amor, amadurecimento, empoderamento, libertação, humanização e cidadania.
Já sei que a Vida já nos apoia nesse projeto, e com fé nesse apoio e suporte fico feliz em ser facilitador do Sesc e a meus colegas desta caminhada.
Chamo isso te realização.
Contem comigo.
#24LuvInDT

#Sesc24DeMaio

#BikeELove

#OptePeloAmor

#ABicicletaTeDespertaABicicletaTeLiberta

​E eles Choraram, Novamente

E Alá chorou, vendo seus seguidores matando, castigando, em Barcelona… Alá disse: eles entenderam tudo errado

E Jesus o consolou, após enxugar suas lágrimas gerada pelo seu seguidor atropelador de Charlottesville, e diz: te entendo ensinei e falei, eles não entenderam nada do Amor…
E veio Buda, e veio Krishna, e todos se abraçaram, e choraram…

Limparam suas lágrimas, e optaram pelo Amor.
E depois de tanto fazer, voltaram a torcer pelo Amor…
#OptePeloAmor

#ABicicletaTeDespertaABicicletaTeLiberta

#24LuvInDT

#Sesc24deMaio

Por Amor

Falam o que o amor tem que ser conquistado e mantido com esforço e sacrifício, eu discordo.

Amor em que tem que se tornar alguém agradável e aceitável não é bem amor.

O esforço de mudar de religião, participar de ambientes que não fazem parte de si, mudar hábitos por alguém se torna um peso insuportável com o tempo, e certamente só é aliviável com sacrifício e também a automutilação do outro. Inconscientemente não se vê a atitude do outro como uma atitude de amor mas como reciprocidade: infeliz reciprocidade. Afinal se eu posso ser infeliz por meu cônjuge porque meu cônjuge não pode ser infeliz por mim.

Então o que eu entendi da vida : o que vale é ser você. Com auto amor fortalecido você consegue amar-se verdadeiramente sem se agredir consequentemente você vai querer que o outro se ame sem que ele tenha que se tornar algo que não é. E essa será sua busca: que você seja você cada vez mais e ele seja ele cada vez mais sem necessidade de afinidades o reciprocidade, os erros dele, e os seus, as suas imperfeições não ofendam, machuquem e agridam. Perceberá que o que realmente importa é o Amor e não a relação tão comum e aceitável de mercado de troca e barganha de sentimentos que um vive exigindo ser surprido, o que necessariamente, cedo ou tarde, ira gerar decepção, frustração e mágoas, e Amor será algo estranho aos dois…

Por isso Seja, seja Amor, se Ame e Ame…
Liberte-se, se algo não é saudável não é Amor

Bom dia

#OptePeloAmor

Navegação de Posts