Processo

Então quer dizer que se uma pessoa não gosta de algo que eu faço ela pode me processar?
Pode me processar mas certamente se o que fiz não há ilegalidade ele certamente perderá o processo?
Mas se a pessoa que representa a justiça e o equilíbrio do processo, mesmo que apoiado por alguns, beneficia uma das partes, a que me acusa, quer dizer que alem de eu ser inocente a pessoa representante da justiça é uma criminosa?
E se nesse processo viciado mesmo sem cometer crimes eu for condenado, for para prisão, perder minha liberdade, deixar de ver pessoas, deixar de trabalhar, deixar de viver, isso será uma injustiça?
Portanto os que apoiam “a pessoa da justiça”, que fora parcial e me condenou, ao invés de ser chamados de guardiões da justiça serão os verdadeiros guardiões da injustiça, arbitrariedade e de um criminoso?

Tenho eu que pagar, sofrer, por poderosos discordarem de mim?
Tenho eu que pagar, sofrer, por lutar em causas que são contra os interesses deles? Vale dizer contra interesses não de fracos, injustiçados e oprimidos; mas de fortes e perigosos.

Essa é a justiça: “justo é o que me beneficia”?

#OptePeloAmor
#FakePresident

Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s